Eu admito que erro demais, mas quem não erra? Eu admito também que por vezes me vem a vontade de escrever sobre o que sinto, mas tenho medo. Mas quem não tem medo de algo? Eu admito mais ainda que por mais que eu tente esquecê-lo, não dá. Como se joga um sentimento no lixo? Aí é que se econtra o problema, não se joga, se isola, mas nem isso eu consigo.

Sabe aquele momento que você encontra uma pessoa pela primeira vez? Sabe aquela sensação de algo está acontecendo dentro de você e vai a cada dia mudando seu jeito de ser, de pensar na vida, no amor? Eu mudei o foco, desde o primeiro momento, dizem que as mulheres são sentimentalistas demais, e eu concordo, a gente vê coisas onde não tem nada, principalmente em relação a sentimentos. Eu não sei se é paixão, porque é diferente, é de longa data. Acho que é amor. Céus! Acho que o amo mesmo. O problema é que a gente quebra muito a cara quando amo alguém e não é correspondido da mesma maneira, quando você percebe que para alguém você é só mais uma, que todo esse amor dentro de você não significada nada, imagina saber que quando você pensava que o fazia bem, ele revela que você o fazia mal, o deixava pra baixo. Sim, dói e te deixa sem chão. Como fazer mal a alguém que você ama? Eu tentei de todas as maneiras agradar e esse foi meu erro; agradar de um jeito errado. Era pra ter mostrado quem eu sou de verdade, como eu podia fazê-lo feliz, como o que eu sinto é verdadeiro, que por mais lindo que ele seja, eu amo o que ele é realmente,. Que eu não sou mais uma garotinha querendo uma companhia e sim uma garota querendo um amor real. Era, meu Deus, pra ter chutado o balde, mostrado a face e ter mostrado todo esse sentimento. Era pra eu ter aproveitado melhor os momentos, as oportunidades. Queria que ele soubesse que o amo de verdade, que sinto a falta dele, nas palavras da Clarice Lispector, ”como se me faltasse um dente…”, queria que ele soubesse que beijos. abraços, olhares, enfim, tudo fica sem significado sem ele. Que toda noite antes de dormir eu peço pra Deus cuidar dele, pra ele voltar a falar nem que seja um ”oi” comigo, porque todo esse silêncio vai me matando aos poucos. Queria ter a coragem de ligar e dizer isso tudo, mas tenho tanto medo do não. Queria que ele soubesse que cada música me traz uma lembrança dele, que a cada vez que ouço as músicas que escutamos juntos me lembro ele. Queria que ele soubesse que cada momento foi bom, mesmo que eu não tenha mostrado quem eu sou realmente. Que vou guardar o sorriso dele sempre. Queria que ele entendesse que não era minha intenção deixá-lo triste, de ser desse jeito estranho, mas às vezes é o jeito que eu tenho de amar alguém. Eu sempre serei dramática, chata, super protetora, mas sempre serei sincera, terei as melhores intenções e o amor dentro de mim até Deus permitir o fim. Eu não faço promessas porque não sou boa em cumpri-las, mas farei o possível em cada coisa. Posso mudar algumas coisas em mim, mas não quem eu sou. Queria que ele me aceitasse assim, que me amasse, não precisa me entender a todo hora, porque nem eu me entendo. Queria que ele olhasse nos meus pequenos olhos e dissesse  a verdade sobre mim. Queria que ele me permitisse entrar na vida dele novamente, que fosse mais tolerante e visse que acredito nele de forma intensa, porque vejo nele o que é raro hoje em dia, acho que nem ele percebe, mas dentro dele existe uma alma humilde, um coração que cansou um pouco, mas que ele saiba que tudo pode mudar, ser diferente, que mesmo que ele não fale mais comigo, eu sempre vou querer o bem dele e vou guardar esse sentimento dentro de mim. Ele me mostrou que às vezes eu me fecho pra vida, que eu devo aproveitar mais os momentos, ele me desafia, ele me faz rir à toa, meu Deus, ele me faz ter fé nas pequenas coisas. Pode ser e acredito que sim, que ele não saiba disso, que não acredite em mim, que ria dessas coisas, mas quero ser sincera, eu estou completamente apaixonada por ele. Queria que ele me perdoasse, que ele visse que foi um grosso comigo, que eu o amo, que é difícil ficar sem falar com ele, que mesmo que ele não tenha levado a sério as vezes que eu falei que gostava dele, eu gosto e amo, amo e mal cabe em mim isso tudo. Queria dizer: desculpa se eu te amo, mas a culpa foi tua, sem querer, que me mostrou a beleza de está vivo, a beleza de um olhar, o calor de um abraço e me deixou maluca por você. Te amo e reticências, porque final eu não vejo…

Loiana Carla

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s