Publicado em Meus textos

De poucos

Se eu não gosto de uma coisa, eu procuro ser sincera o máximo possível e evitar contato. Não sou do tipo que distribui sorrisos para todo mundo, embora seja bastante risonha. Acho que meu jeito pode ser bastante complicado, mas ultimamente tenho olhado mais profundamente pra mim e chegando a conclusão que é preciso permanecer na linha em que você se desenvolve. Não adianta fugir, fingir, mentir; é preciso arriscar a cada passo nessa linha sem que ela vire um curva em forma de zig zag. Não vou mudar não, eu sou assim, só falo com quem eu quero, sorrio para quem sinto vontade e só faço amizade com quem me cativa, fora isso, não adianta não, fico na linha, fina e de poucos.

Loiana Carla

Anúncios

Autor:

''O que sou então? Sou uma pessoa que tem um coração que por vezes percebe, sou uma pessoa que pretendeu pôr em palavras um mundo ininteligível e um mundo impalpável. Sobretudo uma pessoa cujo coração bate de alegria levíssima quando consegue em uma frase dizer alguma coisa sobre a vida humana ou animal.” Clarice Lispector

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s