Não consigo porque não entendo direito, mas quando entender, a verdade me libertará! http://blogmikaclaas.blogspot.com/

Eu me desapeguei, fiz as malas e partir para um lugar onde não há você e seja sempre sem você, em todos os sentindos.

Eu entendi que a vida é complicada, mas descomplicada a medida das suas escolhas. Eu até posso escolher o mais fácil, mas prefiro o difícil que é te esquecer. Quando se coloca na mente que o que se deve seguir é o coração e não a razão, fica mais claro o que realmente você deve fazer e ter. Eu tenho a ambição de te ter, a razão de continuar, mas eu tenho um coração quebrado, solitário e iludido, louco para apagar e esquecer tudo sobre você e em você. Por que? Ora, não seja tolo de fazer essa pergunta.

Um dia eu consigo, eu digo, eu abrigo em meu peito e em minha cabeça essa ideia de conhecer algo novo, um alguém novo e que ao contrário de você, seja homem o suficiente para admitir os sentimentos. Desculpe se estou sendo grossa, mas nesse exato momento é o que sou, é o tenho. Eu sei que a maior culpa não foi sua, foi minha de ter colocado sentimento onde não deveria ter nada. Nada. A outra pequena metade da culpa é sua, pois algo me diz que você não é burro e sabia o que eu sentia o tempo todo e continuou com as brincadeiras, com os olhares e com esse seu jeito. Crueldade? Não, é a doce sensação de enganar alguém. Talvez eu esteja errada, desculpe, eu quero está errada sobre tudo isso, não acredito que estou me complicando de novo. Basta! Eu decidi seguir o coração, o mais difícil foi deixar a razão de lado. Alguém pode me dizer que o certo nessa situação é a razão, mas a minha ao contrário do que se imagina é errada, ela quer seguir com isso.

Vou colocar um ponto final em tudo que não me agrada. Vou colocar continuações e acentos onde devem ter e fazer uma correção de acordo com o novo acordo ortográfico e  reescrever algumas linhas, alguns parágrafos e enfim ter uma nova escrita em minha vida e se tiver você em alguma parte, será só como lembrança ou amigos. O resto o futuro escreve, aliás só não coloco ponto final no presente, só no passado que não deve ter continuação.

Eu decidi isso, vou seguir isso e não vou voltar atrás. Eu quero isso, preciso disso e de parar de sofrer.

E eu abandonei as velhas coisas e não me agarro mais aos velhos sentimentos . Tudo novo, algo novo e sem você.

Até mais, quem sabe.

Loiana Carla

—————————–

Beijos ;*

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s