“Não há nada de errado em - de vez em quando - chorar e pedir a Deus que nos coloque no colo.” Paulo Coelho

Passamos tanto tempo desperdiçando as nossas vidas com besteiras, que esquecemos de viver-la intensamente.
O tempo e o agora, é breve, é passageiro. Eu não quero e tenho certeza que ninguém quer, jogar tudo fora e aos poucos
se arrepender do que não fez e ficar imaginando como seria, se fizesse aquilo ou isso. Ficar preso ao passado e se lamentando
de não ter vivido conforme queria. Preso, preso e preso no doloro ”e se”.
Passar a vida se queixando e resmungando das coisas e dos problemas, não vai fazer com que eles desapareçam. Mas, viver, sonhar
amar, sorrir , querer e ter metas na vida, vai amenizar-los. Porque o que torna os problemas maiores é a forma como lidamos com eles.
Não podemos esquecer da felicidade. Não devemos esquecer do amor. Porém, não podemos achar que felicidade só será felicidade se for grande e amor só será amor se for como contos de fadas. Temos que olhar as coisas em visão simples, sem muito glamour.
A felicidade é pequena e dependendo do jeito que a recebemos, ela se torna imensa. E o amor, ah, o amor ele não precisa ser tão duro, fantasiado, difícil e complicado. Vamos amar mais e veremos como amar também é bom e pode dar certo, embora sim, ele possa ser difícil, mas sabemos que não significa impossível. Vamos acreditar no real, sem esperar um ”felizes para sempre”.
Temos que dar e doar. Ser e ter. Todos necessitamos uns dos outros, de uma forma ou de outra, mas necessitamos. E não darmos valor a isso, também será não viver.
Não é uma ordem, por mais que tenha ”vamos, temos, não devemos e podemos”, mas de certa forma, podia.
O tempo passa e não sabemos quando iremos partir. Então, vamos viver mais. Temos que sonhar mais. Não devemos perder tempo. Podemos ser quem queremos ser, se pararmos de nos preocuparmos em vão e dar mais valor as pessoas e a nós mesmos.
Muitos podem dizer que é fácil falar. É FÁCIL. Eu sei que falar é uma coisa e agir é outra. Mas, são das palavras que surgem as ações. Elas vem de um desejo desesperado que há em nossos corações. Por mais que sejamos diferentes, queremos as mesmas coisas. Desejamos amor, felicidade, paz e liberdade. Quando colocamos no papel, ela explode e aí sim, o falar e agir andam juntos.

Loiana Carla

Posted in Sem categorias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s